terça-feira, 21 de outubro de 2014

Não sei como sair deste ciclo

Há algo que não está a funcionar.
Todos os dia me levanto às 6.15 h da manhã para poder sair de casa com: a casa arrumada e camas feitas; a roupa estendida; a loiça tirada da máquina; os cócós e os chichis do cão limpos; o jantar +- orientado e os almoços quando necessário; preparar pequenos almoços; preparar  lanches e preparar a criança  para levar à escola.
Saio do trabalho e corro para casa para ajudar a criança nos trabalhos de casa; dar-lhe banho; fazer o jantar; ler história, conversar com ela e metê-la na cama( não exactamente por esta ordem); arrumar cozinha; preparar roupas para o dia seguinte; colocar roupa e loiça lavar; orientar/conversar com a adolescente. Nos entretantos fazer compras, ir a reuniões/consultas quando é o caso e vir aqui (blogosfera). Neste corre, corre diário vou pensando que o fim de semana chega num instante e nessa altura vou poder parar e descansar. Acontece, porém, que chegado o fim de semana entre limpezas mais eficazes da casa, e todos os restantes  afazeres, para os quais não dá tempo à semana, passo eu o fim de semana sempre num vai e vem acabando-o pior do que o iniciei. Nessa altura penso que tenho de me organizar ainda melhor à semana, para arranjar um tempinho disponível, para mim, no fim de semana seguinte e vice versa. O pior, meio disto tudo,  só se vê o que não está feito (frustração).
Tenho de quebrar este ciclo extenuante, tenho mesmo, não estou a conseguir porque não quero deixar nada por fazer, mas sinto que  um dia destes, não quebrando o ciclo, quem quebra sou eu.
Já passou um ano desde que comecei a trabalhar mais horas por semana e até hoje ainda não consegui reorganizar a minha vida sem prejuízo (neste caso, meu prejuízo direto). Elas não matam mas moem, essa é que é essa!

7 comentários:

  1. Ai como te entendo... Quando trabalhava era igualzinho. Depois de deixar de trabalhar, tenho a sensação que ainda é pior. Não é, mas é a sensação que tenho :(

    Bjs!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entendo o que queres dizer, porque no trabalho ainda estou sentada e descanso um pouco o corpo, quando estou por casa, nem uma coisa nem outra! :(
      Beijos

      Eliminar
  2. Como a entendo... sinto-me tão cansada com o ritmo de vida...e ando a tomar magnésio...a ver se resulta!!!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já há alguns anos que não tomo nenhum suplemento, mas acho que este ano não vou poder passar sem o fazer

      beijos

      Eliminar
  3. Pois também entendo, sei como é, mas há que definir prioridades para que consigamos ter energia e sanidade mental e física, nem que algo fique para trás. A vida é lixada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que tens razão e admiro imenso a forma como tu levas a vida. Eu é que preciso treinar um pouco o desapego da vida de casa.Eu sou um pouco "viciada "em ter tudo limpo e arrumado por isso tenho que ir tentando aos poucos!
      beijos

      Eliminar
  4. Minha amiga, sei que não é fácil, mas não deixes chegar ao limite para abrandares o ritmo, isso aconteceu comigo, foi quando tive uma depressão daquelas, adorava ter tudo impecável, ainda hoje gosto mas já não sou escreva da casa, vou fazendo, o pó por vezes acumula....tento fazer conta que não vejo e quando tenho um tempo trato disso, mas no meu caso tenho folgas...mas acredita que trabalhar por turnos não é fácil para manter rotinas e eu gosto de rotinas...procuro adaptar-me e como sabes este ano decidi tirar tempo para mim, para me dedicar ao me me dá prazer, nem sempre tem sido fácil, mas essa foi a minha escolha, tudo o resto(a casa e as coisas da casa) são secundarias, procura/luta/tenta envolver mais o teu homem, faz que algumas tarefas sejam só da sua responsabilidade, como sabes por aqui foi as refeições e tem resultado.
    Decidi que a casa e para eu viver e não dar cabo de mim.
    Força amiga
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!