quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Quando se "educa" à chapada

o que se- pode esperar de crianças "educadas" desta forma? Crianças meigas, compreensivas que resolvem as suas quezílias com diálogo, ou crianças agressivas e violentas?
Pois é, esta questão nem deveria ser colocada, uma vez que a resposta é demasiado óbvia. Agressividade gera agressividade e violência gera violência. Há, porém,  pais que não imaginam as consequências desta forma de "educar". E  têm sempre, e em qualquer momento, a mesma atitude" - portaste mal?fizeste asneira? toma lá uma chapada que é para aprenderes".
No ambiente escolar, essa criança vai resolver todos os seu atritos ou desentendimentos com os colegas, tal com lhe ensinaram, à chapada. Será apontada, será marcada como sendo o terror lá da escola e no fundo ela é apenas  mais uma vítima! 
A minha mais nova tem um colega que é assim, conforme descrevi. A mãe, essa nunca a vi ter uma conversa com o filho, mas bofetadas já presenciei imensas e por razões que nem ao diabo lembra.
Infelizmente quando os pais são chamados à atenção para o comportamento dos filhos, ainda há lugar para a estupefacção. Isto sim é pobreza, isto sim é miséria! Miséria à qual pouco se atenta, uma vez que o dinheiro muitas vezes não é, nem de longe, o problema 

3 comentários:

  1. Concordo plenamente contigo, não sou minimamente a favor,bater por tudo e por nada, nunca.
    Acho que devemos dialogar sempre, explicar e tentar resolver os assuntos com o dialogo, mas as vezes a palmada no momento certo consegue ter o efeito que as palavras não são capazes.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. À chapada não...mas na hora certa...um NÃO...irá fazer toda a diferença!!! Bj

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!