sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Alguém há dias falava da inutilidade das gaivotas. Inutilidade? Mas então, não servem para equilíbrio do ecossistema marítimo?! 
Não servirão também, para que nas suas asas possamos voar bem alto,  sobrevoar o mar e desfrutar de toda a imensidão azul apaziguante? Não servirão para irmos longe, mais longe do que a vista possa alcançar, descobrir ilhas maravilhosas de vegetação estonteante e praias de areia dourada como o sol?
As gaivotas servem para irmos além de nós, para além de tudo a que já estão predestinadas.
É caso para perguntar, e as pessoas sem coração, para que servem? Para que sintamos, ainda com mais convicção, que o amor,  mesmo por uma gaivota, vale a pena, sempre vale a pena!




2 comentários:

  1. Seu texto tem que se lhe diga!
    Uma perspetiva bem interessante!
    Bj amigo

    ResponderEliminar
  2. Voar... não é o que fazemos todos os dias? Nos dias menos bons? A capacidade que temos, essa, a de voar :)
    Beijinho L

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!