sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Constância e determinação

Ser autoritária, sem usar do autoritarismo, impor regras, não ceder a birras (nunca) e destinar tarefas, de forma implacável foi o mote de ontem cá por casa e na realidade surtiu efeitos. A mais pequena limpou o rabo sem mendigar ajuda; só se levantou da cadeira depois de terminar os trabalhos de casa e guardou o material escolar, com resmunganços, mas arrumou; não tentou adiar a hora de se deitar e não levou à avante ler os textos dos trabalhos de casa na hora de dormir, na hora de dormir é hora de outras histórias. A mais velha, quando cheguei, tinha o quarto em pantanas, não lhe toquei em nada, só lhe perguntei se estava tudo em ordem no que fazia parte das suas competências, em 5 minutos arrumou tudo. Decididamente ser autoritária, sem cedências a birras e a chantagens, surte efeitos, tenho é de treinar mais. 
Usei maior parte do tempo que já vivi a fazer tudo, bem, quase tudo. Sempre assumi a maior parte das tarefas como sendo minhas, e outras fi-las porque sempre me incomodaram vê-las por fazer. Agora chegou a hora de acabar com essa era e iniciar a era de cada um faz o que lhe é destinado. Haverá sempre a possibilidade de haver troca de tarefas entre as partes, mas não haverá mais a que faz quase tudo e os que não fazem quase nada.
Mudando de assunto, e porque tudo é necessário para um crescimento de seres responsáveis, mas saudáveis, hoje foi dia de consulta de pediatria para adolescentes. Foi muito bom a ver a minha adolescente sair de  do consultório com ar tranquilo, depois de ter tirado todas as suas dúvidas, e feliz, pela médica, depois de ter um a parte da consulta só com ela  (do foro confidencial) lhe ter dito que ela era muito linda por dentro e por fora.Também nos felicitou a nós  (neste género de consultas fazemos por ir os dois), o que de alguma maneira nos vem tranquilizar quanto ao trabalho que estamos a fazer enquanto pais.
No fundo o que eu quero, nós queremos, é mesmo ter uma família feliz e preparar seres para enfrentar a vida com desenvoltura e otimismo quando lhes surgirem os obstáculos que, inevitavelmente, farão parte dela; terem a seriedade para escolher o melhor caminho, mesmo que não seja o mais  fácil de trilhar.


Um bem haja a todas pelos vossos sempre muitos motivantes comentários e por estarem desse lado prontas a "ouvirem" os meus desabafos :)

Um fim de-semana muito feliz para todas


4 comentários:

  1. Obrigada e feliz fim de semana para ti também :)

    ResponderEliminar
  2. É isso mesmo amiga, fico feliz por teres decidido fazer algo, por cá também tem havido progressos poucos, mas tem :)
    Fico feliz por estar tudo bem com a Ana, mas tu ainda tinhas duvidas que sois uns pais maravilhosos.
    Neste momento estou a escrever-te isto e o Antonio a fazer o jantar e sabe muito bem :) :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. A divisão de tarefas é muito importante e ajuda a termos uma vida mais feliz!Com a L. ainda não é muito fácil, mas já vai arrumando aqui e ali...o Luis é fantástico e fica orgulhoso quando chegou a casa do trabalho e me diz tudo o que fez!!!não vá eu não reparar... a roupa toda passada, outra máquina no estendal...para passar no dia seguinte...sabe mesmo bem!Nós tb não somos de ferro!!!A Ana está uma adolescente muito linda...beijos

    ResponderEliminar
  4. Há momentos em que devemos ser firmes para o bem das pessoas que amamos. Adoro blogs de pessoas de leitores de livros. Bom domingo.

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!