sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Tenho em mim a convicção que as relações perfeitas são todas aquelas, que vencendo todas a imperfeições, todos os obstáculos, se mantêm ainda assim, fortes! Que apesar de todos os obstáculos duas pessoas continuam a sonhar juntas os mesmos sonhos.
Para que uma relação seja perfeita, em todas as suas imperfeições é necessário sobretudo o respeito e o apoio mútuo, sem reticências.
Os filhos são flores que embelezam as relações de um casal, mas, tal como todas as flores, precisam que lhes dediquem tempo,  de modo a crescerem "belos" e saudáveis. A vida a dois passa a ter a nela inserida a vida da família. É, em muitos casos, nesta altura que as relações ficam abaladas, porque o tempo quer-se dividido. Há quem sinta que dividir é ficar com menos. Há amuos,  há incompreensão e há muitas birras entre o casal. Na realidade, dividir deveria ser sempre sentido como ganhar mais, muito mais. Dividir  é crescer, é aprender, é ser. Este seria o lado romântico, e mais doce da relação, se assim fosse. Mas, e quando os filhos têm problemas? Quando os filhos ao fim de trinta minutos, de terem adormecido, se enfiam na cama dos pais, a tremer de medo, pelos pesadelos constantes? A relação entre o casal é afectada, sem dúvida! Se as tentativas de resolução destes géneros de problemas, ou outros semelhantes, partir dos dois membros, mesmo que as soluções demorem a chegar, o apontar do dedo um ao outro deixa de existir. Resistir e ultrapassar obstáculos juntos, contribui, na minha simples forma de pensar, para edificar e criar relações "perfeitas".


Bom dia e um óptimo fim-de-semana

3 comentários:

  1. Numa "relação perfeita" o tempo disponível um para o outro pode ser menor quando surgem os filhos, mas o somatório das felicidades é maior, tem maior intensidade, pelo que a melhor forma de dirimir possíveis conflitos assenta na compreensão e, não tão óbvio, no bom senso.

    ResponderEliminar
  2. Este post parece que foi escrito para mim, tamanhas são as semelhanças com a minha vida... Obrigada! :)

    ResponderEliminar
  3. Numa relação que se quer perfeita...há que saber conviver com as imperfeições! Um bjão

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!