terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Tinha dito que não ia, mas acabei por ir e ainda bem que assim foi.
Sempre foi famosa a noite de Carnaval aqui na cidade. Porém, eu como nunca fui carnavalesca, nunca me deu para ir ver. Este ano, e porque um dos convidados era o DJ padre Guilherme ( temos padres muito à frente, aqui no concelho) e o dinheiro a angariar, nas barraquinhas dos comes e bebes, era para ajudar a pagar o colégio daqui da paróquia, fui. 
Além disso, o padre Robson, brasileiro com samba na pele (rapaz novo), foi o organizador da festa. De factor ele organizou um sambodromo do melhor. Entre as actuções dos artistas convidados, o samba esteve sempre no ar.
A marginal foi fechada ao transito e foi ver os mascarados, cada um à sua maneira, ou em temas de grupo, a desfilarem sem uma ordem certa. Velhinhos de cabeleiras loiras ou ruivas; homens vestidos de mulheres, com enormes "poitrines"; bruxas assustadoras que pregavam partidas por quem passavam; fantasmas e caveiras; princesas e noivas; piratas e ninjas. De tudo, ontem vi de tudo. A minha mais nova estava encantada com todo aquele movimento e com todas aquelas as máscaras tão brincalhonas e divertidas. A mais velha saiu à rua com um grupo de amigas, escoltadas pelos pais de uma delas que hoje têm direito à tolerância (nós não tivemos essa sorte).
Fiquei satisfeita de observar, que a pesar da conjuntura económica, o povo, apesar do frio,  tem a vontade de sair à rua para se divertir, contrariando o que muitas vezes lhes vai na alma.
Fiquei ainda satisfeita de observar que a igreja começa a ter uma postura diferente perante os fiéis, acabando por cativar mais e mais pessoas. Surpreendida pela quantidades de gente que tanto um padre, como o outro, conseguiu cativar e envolver este Carnaval.
Eu, pézinho de chumbo, ainda dei um pouco à perna. Há pessoas que têm uma capacidade enorme de nos envolver, o padre Robson é uma dessas pessoas :)!
Tive conhecimento, ainda há um bocadinho, que a festa terminou por volta das seis da manhã.

DJ padre Guilherme

Bom dia :)

4 comentários:

  1. Que festança! E um padre DJ, que giro :)

    ResponderEliminar
  2. E eu perdi isso...não sabia, senão tinha ido, apesar de também não ligar nada de nada ao carnaval.
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!