quarta-feira, 1 de abril de 2015

A espontaneidade das crianças

A mais nova batia o pé, insistia e insistia que queria ir à feira de chocolate no fim de jantar. Eu e o pai dizíamos que não, que o vento estava gelado e que seria muito desagradável, porque a dita era ao ar livre. Depois de muito teimar, e percebendo que não levaria a melhor, virou-se para nós e disse:
- sabem o que vocês precisavam agora, era de serem castigados, de levarem umas palmadas, nem sabem! (a melhor forma que encontrou para nos ofender)
Não me segurei e escangalhei-me a rir.

11 comentários:

  1. Ninguém gosta de ser contrariado, é claro, e os filhos, se pudessem, punham os pais algumas vezes de castigo :)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Punham mesmo. Cá para nós, alguns até mereciam!

      Beijinho

      Eliminar
  2. Foi a forma que ela arranjou para levar e ideia a bom porto. Tem ideias fixas a miúda :)))
    Mas agora que ela não nos ouve.... Feira do chocolate???? Nem que chovesse picaretas eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou que já nem posso ver chocolate à frente!

      Eliminar
  3. Promete, a pequena! Preparem-se para a adolescência!
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Promete mesmo! Vencer-nos pela exaustão é uma das tácticas dela, a ver vamos, mas já me cheira a tarefa difícil.
      Beijo

      Eliminar
  4. Ahahahaha ... é difícil até para os adultos ouvir um "não", mas essa saída é muita engraçada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo. Esta miúda é levada, vai buscar cada coisa par nos afrontar!

      Eliminar
  5. É que eles prometem...muitas vezes...o que nós prometemos!!!
    Eheh! bj

    ResponderEliminar
  6. Cuidado L.... muito cuidado... tu vais para a velhice, e ela é que te vai lavar o rabo daqui a muitos, muitos anos :)
    A safada :))

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!