sexta-feira, 10 de abril de 2015

Factos que constato

Ao longo do meu amadurecimento tenho percebido que não devo nunca ir pelo que se diz, fala ou pensa acerca de alguém. Aprendi como é errado julgar sem conhecer. Que cada um tem a sua história e que, só depois de a conhecermos as duas partes, a pessoa e a história, é que estamos minimamente habilitados a tirar ilações. 
O ponto de partida é receber a pessoa com respeito, educação e simpatia, sempre. Depois deixar que ela se mostre lentamente, se dê a conhecer. 
Uma das minhas melhores amigas é uma pessoa que chegou à minha vida rotulada de adjectivos pouco enternecedores. Avisavam-me que tivesse cuidado porque ela  "assim", ela "assado." Pessoas que também não a conheciam directamente.
Descobri nela uma pessoa de uma imensa bondade, um coração de manteiga, uma personalidade forte e que por vezes gera alguma controvérisa, mas, mesmo assim, um excelente ser humano. Uma lutadora que, ainda com dois filhos bem pequeninos, se agarrou a tirar um curso superior, pós laboral, com o qual sempre se identificou. Uma mulher que perante o diagnóstico de um doença degenerativa, e depois de secas as lágrimas, nunca se deixa abater. Uma amiga sempre de ombro disponível ( agora menos porque o trabalho separou-nos)
Depois temos outras pessoas que vestem uma pele de cordeiro, se diz que são uns doces, correctas, empenhadas e depois com o passar do tempo se vão revelando umas raposas. Usam de uma astuta e falsa bondade para atingir os objectivos a que se propõem e depois  conseguido o objectivo, descartam-se de quem já não precisam.
Nem tudo é o que parece, nem tudo parece o que é.

Bom dia para todos

5 comentários:

  1. Concordo plenamente. Cada pessoa encerra um mundo. Só com o passar do tempo e o conhecimento é que podemos enquadrar as suas qualidades e defeitos - que todos temos - numa história de vida. Quem se dá ao trabalho de esperar, compreender e conhecer não só evita julgamentos precoces e injustos como tem ainda surpresas maravilhosas, como é o caso da sua amiga.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. E é o mundo que temos e eu vou muito pelo lema:
    _ Levanta-te e "vai aonde te leva o coração"!
    Bom fim de semana e bj

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente tenho-me deparado mais com o segundo tipo de pessoas. Quanto às pessoas de personalidade forte é sempre assim: geram sempre muita controvérsia.

    ResponderEliminar
  4. A idade ensina-nos a separar o trigo do joio!
    Beijo, querida!

    ResponderEliminar
  5. Aprecio as pessoas que embora controversas, dizem o que pensam, sabemos com o que podemos contar, já as dissimuladas tenho cá um medo delas... essas são as perigosas e demoram a mostrar-se, nesses entretantos vão fazendo das suas. As pessoas desiludem-nos muito, tenho aprendido com a vida que é preciso ter muito cuidado. Beijinhos L

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!