terça-feira, 23 de junho de 2015

Desabafo

Eu sou uma mãe irresponsável porque este ano estou a dar  liberdade à minha miúda de ir para a praia com as amigas/os. 
Dar este consentimento é dar liberdade excessiva para a idade. Para além de tudo  a filha da A. (isto é sempre muito importante)  além de não sair, cuida e brinca da irmã mais nova, coisa que a minha não faz. Quem é a mãe afinal, pergunto eu? Seria justo privar a mais velha de estar com os amigo para tomar conta e brincar com a irmã mais nova (a 8 anos de distância de interesses)!? 
Arre que eu hoje estou mesmo enervada que se me confunde o raciocínio. Há pessoas que param no tempo, para além de se acharem no direito de opinarem em assuntos que não lhes dizem respeito, sem que lhes seja pedida opinião!

7 comentários:

  1. Maria...bem cedo (por volta dos 10 anos) entreguei um passe de viagem e a chave de casa aos meus filhos! De uma "assentada" só...aconselhei-os e preveni-os! Felizmente...correu tudo bem! mas que não é fácil...ai isso não!!! Bj

    ResponderEliminar
  2. Não podes dar bola pra outros.Sempre há quem ache isso ou aquilo e na hora de fazer, as coisas são diferentes! fica calma! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. Tu és a mãe que és, como queres, porque queres e ninguém tem nada com issso.

    ResponderEliminar
  4. A minha mãe sempre me deu a liberdade que eu merecia. Sabia que eu era responsável, impunha as regras e confiava que eu cumpria ... se isso não acontecesse, a "liberdade" acabava. Foi sempre algo que tive presente: a liberdade "anda de mãos dadas" com confiança e responsabilidade.

    ResponderEliminar
  5. Há pessoas que se entretêm a encontrar falhas na vida dos outros no lugar de reparar a própria vida. Não lhes dê importância e siga a sua intuição. As decisões que toma são baseadas na relação de confiança e de amizade que tem com a sua filha. E ela é que é importante no meio disto tudo!

    Um beijinho, Maria

    ResponderEliminar
  6. Não lhes devemos tirar a liberdade e sim ensiná-los a usá-la. Quanto ao que os outros pensam e fazem, que seja lá com eles. Não ligues. Não és má mãe por isso. Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Nós fazemos os filhos para o mundo e não para nós próprios. E quando crescem temos que os ir soltando um bocadinho da asa, para poderem aprender a voar. Faz parte. E cada mãe é que sabe o que é melhor para os seus filhos.

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!