domingo, 20 de setembro de 2015

À chegada aguardava sentada nas escadas de cimento, à sombra do magnoreiro. Os terreiros tinham uma enorme fenda a todo o comprimento e aguardavam a colocação dos tubos para o saneamento, algo que era feito por biscate e por isso a conta gotas.
A casa ficava suja constantemente, cheia de pó e isso mexia-lhe com os nervos e tirava-lhe a pouca paciência que lhe restava.
A saída com filha, o genro e as netas às compras era o melhor que lhe  acontecia há imensos dias. De resto, o que lhe dava vontade mesmo, era de sair dali para bem longe, dizia ela. O marido sempre dava umas voltas de mota e saia um pouco daquela confusão que até os movimentos lhes limitava portas dentro, se bem que para ele tanto lhe fazia desde que tivesse que comer e pudesse dormir de seguida
Ela precisava de companhia e de conversar. A sua voz e olhar mostraram tristeza quando os viu sair, depois das compras, para outro compromisso, já marcado há algum tempo.
A solidão é um estado que nos pode matar aos poucos, porque há momentos em que somos a nossa pior companhia.


3 comentários:

  1. Para muita gente não é fácil estar só, mas inevitável muitas vezes. Beijinho

    ResponderEliminar
  2. :( Realmente como ela não se cansa de dizer é muito triste ter tantas filhas e nenhuma perto o suficiente para lhe fazer mais companhia!Bjo

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!