terça-feira, 29 de setembro de 2015

O dia estava, tal como o anterior, de um nevoeiro intenso, com 17 graus de temperatura.
Depois da invicta, o nevoeiro foi-se decepando e a temperatura começou a subir gradualmente, conforme aumentava a distância que nos separava dela. À chegada, 30 graus foi o que nos esperou.
Vindimar com aquele calor tornou-se mais difícil e houve até quem, desprevenido, apanhasse insolação. Nós, como não tínhamos muitas uvas, tivemos uma tarefa mais fácil. No fim, e como terminamos com dia, “vindimamos” ainda cerca de 30 abóboras, que andavam pelo campo espalhadas, no meio do imenso matagal desgovernado de ervas daninhas e algumas nozes. No domingo ainda “vindimamos” marmelos que já começaram a cair de maduros.
O convívio com quem nos quer bem, sem pretensões, foi do melhor. Conhecemos também o mais novo rebento da família, com 12 dias de vida, a nossa Anita.
No regresso, deparamo-nos com o mesmo tempo que tínhamos deixado à partida, que nos fez congelar devido ao choque térmico.
Regressei ao trabalho num ritmo ainda doido, que nem tempo me sobra (quase) para um coffe break.




Votos de um ótima semana:)


1 comentário:

Agradeço a visita. Volte sempre!