quinta-feira, 8 de outubro de 2015

A adolescência vem acompanhada de montes de questões e certezas inabaláveis, que ora mantêm os pais à procura da melhor resposta, ora à procura do melhor argumento para abalar tão certas certezas. Entre quezílias e diferentes posturas, adequadas ao amadurecimento em épocas diferentes, se vai tentando acertar, e muitas errar. Estas últimas são as que mais contribuem, a contra-senso, para crescer, quer uns, quer outros.
É tempo inglório, chamar atenção de esta ou aquela indumentária demasiado fresca, em dias também eles frescos, quando se sai de casa, quer esteja sol, chuva ou nevoeiro, de mangas curtas. Não há moral. A tosse constante, que não nos deixa pregar olho toda a noite, é a confirmação da imoralidade. Diz que não. A diferença é que trabalha (?).
Vendo bem, há características da adolescência que não passam, nem com o crescimento.

3 comentários:

  1. E nós estamos cá para dar colinho...quando é preciso! Bj

    ResponderEliminar
  2. A adolescência é que paga tudo mas na verdade, tenha-se a idade que se tiver só sofrendo na pele é que se aprende. As melhoras da tua gente. Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Um tempo de crescimento que em nada é fácil, nem para os adolescentes, nem para os pais.

    Beijos, Maria. :)

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!