terça-feira, 13 de outubro de 2015

Deslumbras como um belo cisne. Há poucochinho sentias-te um patinho feio.
As lágrimas derramadas pela tua deselegância e pelo (aparente) desinteresse do sexo oposto deixaram de ser. Estás uma rapariga bela, é bem verdade!
Os rapazes, tal como tinha sido fadado, encantam-se com a tua beleza. Diz-se que, vivêssemos nós uns séculos atrás, seriam disputados duelos.
Ainda que feliz por te sentires amada e desejada, apoquenta-te esta avalanche de pretendentes. Não estavas preparada para num curto espaço de tempo seres o centro de tantas atenções e cuidados. No fundo, tu sabes que tudo isso é efémero e acabas por te sentir perdida.
Gosto de te ver feliz. No entanto quero mais para ti. Quero que sejas feliz. O teu contexto sentimental actual não é, de modo algum indício do que está por vir. Tu, eu sei, que ainda que por vezes não o demonstres, sabe-lo  bem.


2 comentários:

  1. Ui! Estás metida em trabalhos, quem manda fazer filhas bonitas? Tudo vai correr bem. Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Ah, ah, ah! Já começaram a chegar pretendentes :)

    Um beijinho

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!