quarta-feira, 7 de outubro de 2015

No aconchego da comprida camisola cor de mel, de lã macia, sob o raios amenos desse Outono dourado, caminhas sobre folhas estaladiças. Sorriso quente de quem sabe que o abraço saudoso te aguarda ansioso, depois da clareira, de baixo do carvalho secular. 
Encontros fortuitos de um amor ainda recente de uma intensidade sem medida. Temes, e ao mesmo tempo, desejas contar ao mundo a força e a magia desse sentimento que te tem mudado os dias e as noites.
Receias que seja um sonho breve. Que voe junto com uma dessas folhas avermelhadas, que se desprende do carvalho, ao sopro momentâneo do vento, para bem longe.
Desejas, noutro lado de ti, gritar a felicidade que dança por dentro de todo o teu ser. Não precisas dizer nada: o teu olhar e o teu sorriso são janelas escancaradas da tua alma.


4 comentários:

  1. Uma descrição bonita sobre o despontar do amor no outono. Muito bonito.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Que lindo. Que esse sonho seja prolongado :)

    ResponderEliminar

Agradeço a visita. Volte sempre!